segunda-feira, 11 de março de 2013

CARTA ABERTA ÀS LIDERANÇAS DAS IGREJAS EVANGÉLICAS DO BRASIL


Não havendo sábia direção, o povo cai, mas, na multidão de conselheiros, há segurança. (Provérbios 11.14)


Prezados irmãos,


Nós, pastores, pastoras e líderes evangélicos de organizações envolvidas com a agenda dos Direitos Humanos, escrevemos esta carta aberta para pedir sua intervenção nos recentes acontecimentos relacionados à nova composição da Comissão de Direitos Humanos e Minorias (CDHM) da Câmara dos Deputados.
Constatamos, surpresos, que 12 dos 18 membros da Comissão são membros de Igrejas Evangélicas, o que representa grande responsabilidade para nós, pastores e líderes evangélicos envolvidos com esse tema. Entendemos que este momento representa uma oportunidade concreta para a promoção e a defesa dos direitos dos mais vulneráveis e das minorias. Nesse sentido, é preciso tanto uma postura de escuta à Deus e à sociedade, quanto a certeza de que os espaços de poder ocupados precisam ser utilizados principalmente como espaços de serviço.

No entanto, o quadro que assistimos no processo de eleição da presidência da Comissão foi desolador. Não se trata aqui de pré-julgar o presidente recém-eleito, mas não há como desconsiderar seus vários comentários públicos sobre negros, homossexuais e indígenas, declarações que inviabilizam a sustentação política de seu nome entre os que atuam e são sensíveis às temáticas dos Direitos Humanos.

A Igreja Evangélica brasileira experimenta um momento singular, com a enorme responsabilidade de ter vários parlamentares atuando na CDHM que foram apoiados oficialmente por diferentes denominações, situação que abre a possibilidade de que - caso haja mudanças na presidência da comissão e uma postura condizente com a função - seja dada uma importante contribuição ao campo dos Direitos Humanos no País. Para tanto, é fundamental que o clima de conflito e mobilizações contrárias à nova presidência sejam dissipados. Por essa razão, redigimos esta carta como um apelo, na esperança de que os líderes das Igrejas considerem orientar seus fiéis que atuam como parlamentares - que elegeram a nova composição da Comissão -, para que atuem na resolução deste conflito.

O ano de 2013 pode trazer avanços nos trabalhos da CDHM e por isso fazemos este apelo aos líderes das igrejas que apoiaram os parlamentares evangélicos. Nosso pedido, aliás, se junta à conclamação de vários setores da sociedade e perpassa não somente movimentos ligados às lutas de minorias, mas também a OAB e diferentes indivíduos e organizações. Cumpre discernir que não há uma perseguição aos evangélicos; há, sim, uma situação de conflito que precisa ser equacionada, especialmente porque, para nós, o compromisso do Evangelho com os mais pobres e vulneráveis é central. Ainda há tempo para a indicação de um novo ou nova parlamentar que, a despeito de suas convicções, traga pacificação e consenso à sociedade brasileira, presidindo a CDHM com a isenção esperada. É tempo para nova disposição, numa postura aberta, a fim de que seja viável a indicação pelo PSC de um outro nome, que não possua tamanha rejeição.

Urge que os irmãos, pelas posições que ocupam, façam um firme e público pronunciamento para a sociedade e para os fiéis de suas igrejas com relação à defesa dos direitos humanos e à importante contribuição que a comunidade evangélica pode oferecer a este tema. Nossa oração é que exemplos históricos como os do Pr. Martin Luther King Jr., do Rev. Jaime Wright e do Bispo Desmond Tutu possam inspirar e servir de referência para a atuação dos vários parlamentares evangélicos na CDHM, levando-os a se posicionar ao lado dos que sofrem injustiças.

Prezados irmãos, escrevemos aqui sob o temor ao nosso Deus e conscientes de que há um caminho de consenso para esta situação. A ninguém, muito menos aos direitos dos que sofrem, interessa que esta disputa entre posições extremas prossiga.

Em Cristo, despedimo-nos,

Adriano Trajano - Pastor Batista
Alessandro Rodrigues Rocha - Pastor Batista
Alexandre de Silva - Pastor Igreja do Nazareno
Aluísio Faria de Siqueira - Pastor Metodista
Alzira dos Reis Silva – Presbítera Presbiteriana Unida
Ana Elizabete Barreira Machado - Rede Fale Goiânia
Ana Paula Calixto – Irmã Igreja do Nosso Senhor Jesus Cristo - Ministério Profético
André Esteves – Pastor Presbiteriano
André Sidnei Musskopf - Escola Superior de Teologia/EST
André Tadeu de Oliveira - Licenciado Presbiteriana Independente
Anivaldo Padilha – Koinonia
Anselmo Melo - Pastor Comunidade Apostólica Operação Resgate
Antonio Carlos Costa - Pastor Presbiteriano/Rio de Paz
Antônio Carlos Ribeiro – Pastor Luterano
Antonio Carlos Rosalino – Pastor Luterana Livre
Ariovaldo Ramos – Pastor Batista
Bruno dos Santos - Pastor Apostólica Vida Nova
Bruno Privatti - Pastor Batista
Bruno Santos Nascimento Dias - Rede FALE Rio
Caio Marçal – Missionário Rede Fale
Carlos Alberto Bezerra Junior – Pastor da Comunidade da Graça
Carlos Alberto Rodrigues Alves - Reverendo Presbiteriano
Carlos Augusto Lopes Pastor Assembleia de Deus Independente
Carlos Eduardo Calvani - Reverendo Episcopal Anglicana
Carlos Eduardo Fernandes - Rede Fale Marabá
Carlos Eduardo Mattos - Pastor Metodista
Carlos Jeremias Klein - Reverendo Presbiteriana Independente
Carlos Queiroz – Pastor da Igreja de Cristo
Christian Gillis - Pastor Batista
Cibele Kuss – Pastora Luterana
Clarise Holzschuh – Pastora Luterana
Cleber Diniz Torres - Reverendo Presbiteriana Independente
Clemir Fernandes Silva – Pastor Batista
Cristina Scherer - Pastora Luterana
Daniel Costa - Capelão Batista El Shadai
Daniel de Almeida e Souza Jr – Pastor Batista
Daniel Mário Alves de Paula - Pastor Assembléia de Deus
Daniel Rocha – Pastor Metodista
Daniel Souza - Rede Ecumênica da Juventude/REJU
Daniela Zeidan - Seminarista Batista
Djalma Torres - Pastor da Igreja Evangélica Antioquia
Domingos Amauri Massa – Pastor Batista
Douglas Rezende - Rede Fale Paraná
Éber Ferreira Silveira Lima - Ministro Presbiteriana Independente
Edson Fernando de Almeida – Pastor da Igreja Cristã de Ipanema
Edson Igre Insarraldi - Pastor Batista Aliança Bíblica
Eliana Aparecida Amancio Cerqueira – Ministério de Mulheres Batistas
Eliana Rolemberg - Coordenadoria Ecumênica de Serviço/CESE
Eliandro Viana - Pastor Batista
Eliel Amaral – Pastor Igreja Maanaim
Ely Eser Barreto César - pastor metodista
Elza Zenkner - Revda. Metodista
Ênio Caldeira Pinto - Universidade Filadélfia/Unifil
Érick Rodrigo da Silva - Assembléia de Deus Ministério de Madureira
Filadelfo Oliveira – Bispo Episcopal Anglicana
Flávio Conrado - Novos Diálogos
Francisco Cézar Fernandes Alves – Reverendo Episcopal Anglicana
Francisco Simão Neto - Pastor Assembléia de Deus
Francisco Thiago de Almeida - Pastor Metodista
Genilma Boehler – Pastora Metodista
Geter Borges de Sousa - Evangélicos Pela Justiça/EPJ
Gilberto Carmo dos Santos – Pastor CEEA
Giselle Gomes da Silva Prazeres Souza - Reverenda Episcopal Anglicana
Guilherme Schaper - Pastor Luterano
Gustavo Lima – Pastor Presbiteriano
Hélio Sales Rios – Pastor Presbiteriano
Herminio Garcez – Pastor Batista
Inailda Bicudo - Presbitera Presbiteriana Independente
Ismar do Amaral – Pastor Presbiteriano
Israel Mazzacorati - Faculdade Latino Americana de Teologia Integral
Jane Maria Vilas Bôas - Presbiteriana do Planalto
Jefferson Ramalho - Instituto Cristão de Estudos Contemporâneos
Jefferson Silva - Pastor Batista
Joanildo Burity - Espiscopal Anglicana
Joaquim Xavier de Souza Neto - Rede FALE Triângulo Mineiro
Joel Zeferino - Pastor Batista
Johannes Wille - Pastor Luterano
John Medcraft – Pastor da Ação Evangélica
Jônatas Souza de Abreu - Rede Fale Campina Grande
Jonathan Menezes – Pastor Presbiteriano
Jony Wagner de Almeida – Pastor Presbiteriano
Jorge Eduardo Diniz - Reverendo Presbiteriana Unida
Jorge L. D. Oliveira – Pastor Igreja do Avivamento Getsêmani
Jose Antonio Gonçalves - Pastor Presbiteriana independente
José Carlos Silva - Pastor Batista Nacional
José do Carmo da Silva – Reverendo Metodista
José do Nascimento - Instituto de Direitos Humanos do Mato Grosso do Sul (IDHMS)
Jose Romulo de Magalhaes Filho – Pastor Presbiteriana Independente
José Wendel Cavalcante Ferreira - Rede FALE Fortaleza
Josias de Souza Novais - Pastor Batista
Juliano Fabricio - Sal da Terra
Julio Paulo Tavares Zabatiero - Faculdade Unida de Vitória
Kathlen Luana de Oliveira- Escola Superior de Teologia/EST
Keiny Moreira da Cunha – Pastor Batista
Lays Gonçalves da Silva - Rede FALE Paraná
Léa Cordeiro - Pastora Metodista
Leomar Erlei Fenner - Pastor Luterano
Leonara Almeida - Rede Fale São Paulo
Levi Araújo - Pastor Batista
Lirian Angélica Rezende de Moraes - Rede FALE BH
Luiz Caetano Grecco Teixeira - Rev. Episcopal Anglicana
Luiz Carlos Gabas - Reverendo Episcopal Anglicana
Luiz de Jesus - Pastor Batista Boas Novas
Luiz Mattos - Instituto Anima
Lyndon Araujo – Pastor Congregacional
Manoel Ribeiro de Moraes Junior - Pastor Batista
Marcelo Gualberto da Silva – Pastor Presbiteriano
Marco Aurélio Alves Vicente – Pastor Assembléia de Deus - Catedral da Família
Marcos Custódio - CADI-Origem
Marcos Fellipe Marques - Pastor Comunidade de Jesus
Marcos Machado - Pastor Batista
Marcos Monteiro – Pastor Comunidade de Jesus em Feira de Santana
Marcos Viana – Pastor Comunidade Cristã em Amsterdam
Marcus Vinicius Matos - Rede Fale Coordenação Nacional
Mardes Silva - Pastor Igreja Betesda do Ceará
Mauricio Andrade – Bispo da Episcopal Anglicana
Mauro Ferreira - Reverendo Presbiteriano
Mersia Lisboa Costa – Missionária Batista
Miguel Ângelo - Presbítero Igreja de Cristo
Moisés Abdon Coppe - Pastor Metodista
Morgana Boostel - Rede FALE
Mozart João de Noronha Melo - Reverendo Luterano
Nancy Cardoso Pereira - Pastora Metodista
Nello Pulcinelli - Pastor Batista
Nelson Gervoni - Pastor Batista
Neusa Butzlaff - Pastora Luterana
Neusa Tetzner - Pastora Luterana
Octavio A. S. Filho - Pastor Metodista
Odja Barros – Pastora Aliança de Batistas do Brasil
Orivaldo Lopes Junior – Pastor Batista
Orvandil Moreira Brabosa – Bispo Igreja Anglicana Tradicional do Brasil
Paltiel de Souza Ferreira - Bispo Comunidade Evangélica Cristã
Patrick Timmer - Missionário da Aliança Bíblica Universitária do Brasil/ABUB
Paulo Ayres Mattos - Bispo Metodista
Paulo Cesar Garcia - Pastor Comunidade Milícia
Paulo Saraiva - Pastor Batista
Pericles Gonzaga de Souza - Pastor Presbiteriana Unida
Rafael Lira - Juventude Batista do Estado de SP
Raul Matamala Seminarista Batista
Regis Augusto Domingues – Reverendo Episcopal Anglicana
Reinaldo Castro – Pastor Comunidade Cristã Novo Nascimento
Renan Nery Porto - Fale Uberaba
Ricardo Bitun – Pastor da Igreja Manaim
Ricardo Matense - Evangélicos Pela Justiça/EPJ
Robson Gomes - Pastor da Igreja Missional
Rodrigo Guimarães Pinheiro – Pastor Batista
Romi Becker – Pastora Luterana
Ronny Clayton - Pastor Batista
Rosilea Maria Roldi Wille - Luterana
Sandro Amadeu Cerveira – Reverendo Presbiteriana Unida
Sérgio Andrade - Deão Episcopal Anglicana
Serguem Jessui Machado da Silva - Tearfund
Simei Marcondes de Carvalho - O Brasil para Cristo
Thomaz Werneck - Seminarista Congregacional
Valdir Steuernagel - Pastor Luterano
Valmir Paze – Pastor da Ig Nazareno/Mov. Evangélico Progressista/MEP
Vanda Aparecida Fernandes Massa – Capelã Batista
Vilma Petsch - Diácona Luterana
Vitor Louredo de Souza - Grupo de Ações Evangelísticas - Missões Urbanas
Wagner Lemos Junior - Movimento pela Ética Evangélica Brasileira
Waldir Benevides- Reverendo Presbiteriano
Wanderson Campos – Seminarista Metodista
Welinton Pereira – Pastor Metodista
Wellerson de Almeida – Reverendo Anglicano
Wellington Santos – Pastor Batista
Wellington Vieira – Pastor Federação das Comunidades Terapêuticas Evangélicas do Brasil/FETEB
Wellison Magalhães Paula – Pastor Batista
Werner Fuchs - Pastor Luterano
Wertson Brasil - Presbítero Presbiteriana Unida
Yokimi Yuaça – Pastora da Igreja Holiness
Ziel Machado – Pastor Metodista Livre
Zwinglio Mota Dias - Pastor Presbiteriana Unida

28 comentários:

Anônimo disse...

Francamente. Parece que vcs querem que o Jean Willys assuma esse cargo, não é mesmo?

Vladimir Ferreira disse...

"Liderança evangélica?" Onde? Como? Fazendo coro com Jean Wyllys?

De Abreu, Jônatas Souza. disse...

Me parece uma compreensão abstrata, hermeticista, hermeneuticamente pífia, pelagiana, obscurantista e pouco embasada biblicamente do que são direitos humanos, a demonstrada pelo caros "anônimo" e, possivelmente, por Vladimir.
Ora, enquanto cristãos temos obrigação de combater à exploração dos mais fracos e promover os valores do Reino de Deus na terra. Defender a causa do órfão, da viúva, do estrangeiro, das minorias, sejam elas quais forem, é tarefa do cristão, enquanto membro do Corpo e enquanto cidadãos. Da mesma forma que nós somos pecadores, os homossexuais também o são e, do mesmo modo que a salvação foi estendia à nós, pela graça de Deus e não por obras (deixar de fazer algo culturalmente incorreto, para quase desenhar), pode ser estendida a eles, se Deus assim o quiser. Precisamos de equilíbrio no debate das questões de direitos humanos e este não será atingido se temos representantes que se põem zelosos e extremados defensores de uma balança desequilibrada, pendente para um dos lados somente. Ter este sr deputado como presidente da comissão é um desserviço à nação brasileira e uma VERGONHA ao Evangelho.

thiago disse...

rede fale vcs não representam ninguem,aproveitam o caso de silas malafaia e de marcos feliciano pra aparecer na midia

Anônimo disse...

rede rafale psêudo evangelicos em pro dos gays!!

Clóvis disse...

Jônatas: perfeito seu comentário. Assino embaixo.

Renato Oliveira disse...

Vocês são uma vergonha. os gays fazendo o que querem e simplesmente fazem isso? Que liderança e vocês? bando de frouxas, pra min não serve como pastores

Daniel Fich disse...

Não da pra acreditar! É o fim dos tempos mesmo. Estão prestando um serviço muito grande para o evangelho no Brasil, aliás, bem parecido com o prestado pelos Fariseus do tempo de Jesus. Mas afinal se Jesus foi morto pelos "religiosos da época", por que não detonar um pastor como o Feliciano?

Jeova Ribeiro disse...

É UMA VERGONHA Q VCS Q SE DIZEM PASTORES(AS) TENHAM ASSINADO ESSE TIPO DE CARTA E CONCORDADO COM TUDO ISSO, ISSO SÓ PROVA AQUILO Q A PALAVRA JA TEM DITO A MUITO TEMPO,NEM TODO QUE ME DIZ SENHOR, SENHOR ENTRARA NO REINO DOS CÉUS, MAS SOMENTE AQUELE QUE FAZ A MINHA VONTADE...VCS DEVERIAM SENTIR VERGONHA DE SE CHAMAREM PASTORES...

daithirs disse...

Marco Feliciano promove o ódio, a discriminação ou violência contra indivíduos baseado na raça, cor, religião, descendência ou origem étnica ou nacional.

Franklin disse...

O que está acontecendo? não esta havendo uma inversão de lado, valores e de tudo que é verdadeiro e bíblico? É necessário que essas "lideranças evangélicas" revejam seu posicionamento. Será porque João Batista e tantos outros profetas foram mortos? Será porque concordavam com o adultério ou qualquer tipo de pecado? Reflitam, por favor, reflitam essa simples opinião!!!

Jaaziel Marcelo de Pinho Solles disse...

O que me deixa chateado é ver alguns (não todos) nomes ilustres, provocando a divisão e a discórdia no corpo de Cristo.
Isso certamente não será esquecido.
Que vergonha....
Pr. Jaaziel Marcelo

caio santos disse...

nao leva a mal nao mas vao aparecer pro capeta que ele que voces la no inferno

Daniel disse...

Prezados,

Fiquei muito surpreso com a vossa inciativa. O motivo que se alega é "que o clima de conflito e mobilizações contrárias à nova presidência [da CDHM] sejam dissipados". Ora, é notório na mídia que a mobilização contrária tem sido auspiciado, em sua ampla maioria, por ativistas gays, que tiveram o apóio governamental durante o governo Lula (e ainda mantém por parte de alguns parlamentares do PT e aliados) e foram preteridos pelo governo Dilma (vide declarações do presidente da ABGLT, em 6 de março passado). Certamente que as declarações do Dep. Feliciano foram infelizes, motivo justo de repreensão. Mas V. Sas não são claros quanto a isso. Este e outros acontecimentos precedentes exigem um posicionamento claro dos evangélicos quanto ao tema dos gays, incluíndo o casamento, e adoção de crianças pelos tais. Os católicos, inclusive o papa Francisco, são claros. V. Sas deixam muitas dúvidas em relação ao vosso posicionamento. Antes, V. Sas poderiam ter expressado que a comunidade evangélica não se sente representada pelo dep. Feliciano, que sequer deveria se utilizar do sufixo pastor, pois quem como tal se candidata a deputado ou a outro cargos público(e os há aos montes), ora perdeu a vocação ou nunca a teve. Creio que a vossa Carta Aberta acima é um desserviço à comunidade evangélica.

Jefferson Rapizo disse...

Estão de parabéns, atitude louvável diante de tal situação, e de tremenda coragem, porque como se relata nos comentários apresentados, o povo evangelico ainda está num grau de maturidade e humanidade muito precário e longe do amor fraternal de Deus, só querem defender o que lhes apraz e quanto ao resta já não importa. Não existe só cristãos no mundo, existem diversas variações de povos, etnias e credos diferentes, então não há como fechar os olhos para essas pessoas e agir como se Deus devesse os fuminar, todos devem ter seus direitos independente de nos agradar ou não, e nos evangélicos temos que entender que há necessidade desse direito para cada individuo, nos lembrar que o mesmo sol que nasceu para nos, também nasceu para os outros, não podemos impor nossa crença para todos, assim também como podem impor que mudamos o que acreditamos, porem não podemos negar-lhes a concretização de suas lutas e de seus direitos. Se algo tiver que ser mudado, como diz o palavra de Deus, não será por força nem por violência, mas sim pelo espirito Santo de Deus, que é o que convence o homem.
Graça e paz a todos.

edson disse...

Parabéns a todos os signatários dessa carta. Queremos um Brasil livre e soberano para que todos possam viver em paz numa nação evoluída. Continuem assim, defendendo os preceitos de Jesus para a promoção do ser humano, qualquer que seja, cristão, ateu, gay, não gay, de qualquer raça, credo ou opção de vida. Um forte abraço e força... não desanimem, o Brasil é de todos nós...

mc klein disse...

Creio que os ilustres pastores avaliaram estas declarações do Feliciano antes de escreverem esta carta:

Sobre Mulheres
“Quando você estimula uma mulher a ter os mesmos direitos do homem, ela querendo trabalhar, a sua parcela como mãe começa a ficar anulada, e, para que ela não seja mãe, só há uma maneira que se conhece: ou ela não se casa, ou mantém um casamento, um relacionamento com uma pessoa do mesmo sexo, e que vão gozar dos prazeres de uma união e não vão ter filhos. Eu vejo de uma maneira sutil atingir a família; quando você estimula as pessoas a liberarem os seus instintos e conviverem com pessoas do mesmo sexo, você destrói a família, cria-se uma sociedade onde só tem homossexuais, você vê que essa sociedade tende a desaparecer porque ela não gera filhos”,
Fonte:
Declaração de junho de 2012, gravada e transcrita para o Livro “Religiões e política; uma análise da atuação dos parlamentares evangélicos sobre direitos das mulheres e LGBTs no Brasil”.
http://oglobo.globo.com/pais/marco-feliciano-diz-que-direitos-das-mulheres-atingem-familia-7889259

mc klein disse...

Outra frase do dep. Marco que talvez os pastores tenham levado em consideração:
Sobre o Divórcio
"Sei da dificuldade que terei em levantar esse assunto, mas o sentimento mais forte que tem brotado no meu coração, é, que consigamos no mínimo, que haja possibilidade de ser concedida a dissolução do casamento através do divórcio apenas uma vez (…).
Fonte:
Discurso pronunciado na plenária da câmara dos Deputados, 13/12/2012
http://www.marcofeliciano.com.br/noticias/ler/62/casamentos--divorcios.html
(Se o Site oficial do deputado não abrir, tente estar página, que transcreveu o discurso dele inteiro no câmera:
http://noticias.gospelmais.com.br/feliciano-afirma-divorcio-deveria-concedido-apenas-vez-46170.html)

mc klein disse...

E mais uma pequena coletânea de frases do dep. Feliciano que os pastores podem ter levado em consideração ao assinar essa petição:
"Quem deve mostrar ao mundo o certo e o errado, o pecado e a santidade é a Igreja, os cristãos, os lideres de fé, não a política"
Fonte:
Twiiter 18/01/2012

É a última vez que eu falo: Samuel de Souza doou o cartão mas não doou a senha. Aí não vale. Depois vai pedir o milagre para Deus e Deus não vai dar. E vai falar que Deus é ruim.
Fonte:
Durante um culto, vídeo do youtube


Nunca me passou pela cabeça presidir a Comissão dos Direitos Humanos e Minorias.
Twiiter, 28/02/2013

marlene disse...

Deus deve está muito triste com o que estamos fazendo com o nosso irmão em cristo,lembrando que para nós todo ser humano é imagem de Deus.
Deveriámos dár testemunho,principalmente quando um irmão está passando por uma prova.Acredito que jesus não o está jugando,mais do seu lado.sinto-me envergonhada não pelo que ele fez,mais por está sozinho como jesus esteve .Que Deus tenha misericordia de nóis.

Jean Marlon disse...

O que está havendo é um linchamento moral contra uma pessoa que sequer teve a oportunidade de mostrar se merece ou não o cargo. Penso (em que pese a minha discordância com a linha teológica adotada pelo parlamentar) que cada assinatura é um açoite covarde contra quem não pode se defender. Onde está o beneficio da duvida? Vocês procuraram o parlamentar para ouvir explicações dele? Sabia que é bíblico procurar a pessoa contra qual pesa a noticia de esta cometera um pecado, a fim de ouvi-la antes de tomar uma atitude temerosa? Mas agora já é tarde as primeiras pedras já foram atiradas.

Andreza disse...

"Liderança das igrejas evangélicas do Brasil"? oi, oquê, onde, qual? só se for pra suas negas! Ops... (Negas) é racismo desculpem-me!

Dayane Slima disse...

parabéns, Rede Fale!

Que pena que haja tantos evangélicos ignorantes que infelizmente ainda não entenderam a mensagem de Cristo e ficam lutando por seus próprios egos, negando amor ao próximo.

Linda carta, respeitosa e coerente. Parabéns à coragem dos pastores.

TAMO JUNTO!

Filipe disse...

Uma vergonha são vocês tirando a cara com medo de represálias do mundo.
Podem falar o que quiser, vcs são aquele tipo de cristão espião, que fica escondido para não causar alvoroço, assim como Pedro negou Jesus, vcs negam o evangelho e alguem que esta sendo julgado por suas convicções. Assim como Quando Jesus foi capturado e os discipulos fugiram abandonando o mestre, agora vcs correm para não ser crucificado junto.

Filipe disse...

Bem disse Jesus que toda palavra que não fosse sim sim ou não não seria do Diabo, e Agora essa Rede Fale se posiciona em cima do muro como faria um servo do Diabo "Sim eu sou contra o homosexualismo, porém não vou me posicionar sobre isso, nem vou defender quem se posiciona", Bom Jesus ja disse: Quem não for comigo esta contra mim.

Fla disse...

Ola, td bem Morgana, eu sinto muito pelos seus comentarios, li agora pelo Ig num conhecia esta pagina, sou evangelica a 20 anos aproximadamanet, mas A PALAVRA FALA Q NOS ULTIMOS DIAS, MUITOS APOSTATARAO DA FE, DANDO OUVIDOS A ESPIRITOS ENGANADORES, nao se engane, Deus deixou na sua palavra q os homossexuais e sodomitas naum herdarao o reino dos ceus, devemos amar o pecador mas num o pecado, seja adulterio, fornicacao, pedofilia, JESUS CRISTO TE AMA MORGANA e tds esses pastores, ainda ha uma chance!!!

Fla disse...

AMIGA MORGANA, Jesus Cristo veio amar o mundo e es pecadores, mas amar o pecado naum, disse a mulher pecadora em adulterio, VA E NAO PEQUE MAIS, amamos o pecador mas num o pecado, desde q o pecador queira mudar de vida, todos temos uma chance, eu tive a minha e minha familia, DISCORDO DE SUA OPNIAO E DE OUTROS PASTORTES QUE apoiam vcs!!!! Vcs devem se converter! em, Cristo Jesus de verdade

Eliseu Barbosa Baldo disse...

" A Palavra de Deus nunca mudou, E criou Deus Macho e Fêmea, e "viu" que era bom, "E deixara o Homem sua casa e unirá a sua mulher, e se tornarão uma só carne.......Me desculpem o
que vcs não entenderam ????? Jesus está voltando, não me admiro dos acontecimentos.....